Operação policial mira golpes contra turistas em Veneza

Agentes prenderam homens e confiscaram mercadorias falsas

Golpes em Veneza miram turistas (foto: ANSA)
Golpes em Veneza miram turistas (foto: ANSA)

(ANSA) - A Guarda de Finanças da Itália realizou, no último feriado de Ferragosto, uma série de operações em Veneza mirando golpes aplicados em turistas e venda irregular de mercadorias.

Um dos alvos foram os grupos golpistas que se posicionam nas ruas e pontes realizando o "jogo das três caixinhas", em que apostam com o turista que ele não conseguirá descobrir sob qual das caixas está um objeto escondido.

Três homens cidadãos da Eslováquia e Albânia foram presos, e os agentes apreenderam os objetos usados no jogo e 250 euros (R$ 1,3 mil) em espécie.

Também foram realizadas ações de fiscalização a respeito da autenticidade das mercadorias vendidas em lojas de souvenires, especialmente na ilha do Lido de Veneza e na cidadezinha de Chioggia.

A operação contou com 60 agentes, que apreenderam mais de 7 mil peças irregulares, entre roupas, bijuterias e toalhas de praia.

Ao todo, sete pessoas foram denunciadas e multadas por violações ao regulamento municipal.

Nas fiscalizações sobre trabalho clandestino e notas fiscais, mais da metade dos locais foram flagrados cometendo algum tipo de irregularidade.

Também houve apreensões de objetos de vidro sem etiquetas ou informações, totalizando 30 mil euros (R$ 162 mil).

Os agentes também verificaram as mercadorias importadas pelo aeroporto Marco Polo, e encontraram milhares de contas de vidro com a etiqueta "Murano Glass" (Vidro de Murano, em português) e sem as especificações verdadeiras dos produtos. (ANSA).