Icônica torre de Bolonha 'cambaleia' e preocupa autoridades

Cidade italiana elaborou uma força-tarefa para resolver problema

Torres de Bolonha são algumas das principais atrações turísticas do município (foto: ANSA)
Torres de Bolonha são algumas das principais atrações turísticas do município (foto: ANSA)

(ANSA) - A área onde ficam as icônicas torres da cidade de Bolonha, na Itália, foi isolada preventivamente em virtude das crescentes anômalas oscilações de uma das estruturas.

De acordo com as autoridades locais, a Garisenda, que tem 48 metros de altura e é a menor das duas torres, está em um preocupante estado de estabilidade e vem "cambaleando".

"Os dados sobre as oscilações são preocupantes. Talvez, por parte da comissão científica municipal responsável pela conservação da torre, tenha havido uma subestimação da situação", informou Lucia Borgonzoni, subsecretária de Cultura da cidade.

A política acrescentou que medidas serão tomadas para reforçar a estrutura da Garisenda e torná-la mais segura para a população.

O estado de conservação da Garisenda foi o tema principal de uma conversa entre o prefeito de Bolonha, Matteo Lepore, e o ministro da Cultura da Itália, Gennaro Sangiuliano. O chefe da pasta garantiu a máxima colaboração para resolver o problema.

Localizada bem ao lado da Torre degli Asinelli, que tem 97 metros, as estruturas são as poucas sobreviventes das inúmeras que Bolonha tinha durante a Idade Média. Na época, as famílias ricas competiam para ter a construção mais alta.

As duas torres são símbolos da capital da região da Emilia-Romagna e ficavam no antigo coração de Bolonha. (ANSA).