Itália vai candidatar vinagre balsâmico a patrimônio Unesco

Produto é símbolo de Modena e da Emilia-Romagna

Vinagre balsâmico de Modena é símbolo do 'made in Italy' (foto: ANSA)
Vinagre balsâmico de Modena é símbolo do 'made in Italy' (foto: ANSA)

(ANSA) - O governo italiano pretende candidatar o vinagre balsâmico de Modena, produto com indicação geográfica protegida (IGP), a patrimônio imaterial da humanidade da Unesco.

O anúncio foi feito nesta semana por Stefano Bruno Galli, conselheiro para relações com regiões e municípios do ministro da Cultura, Gennaro Sangiuliano.

"Em nome do ministro, me foi concedida a honra de anunciar o apoio do governo italiano à candidatura do vinagre balsâmico de Modena na Unesco", declarou Galli durante a primeira edição do "Balsamic Day", data criada para homenagear esse produto típico da Emilia-Romagna.

"Comprometo-me a ajudar o governo a preparar o terreno para essa candidatura", acrescentou o conselheiro, que já foi secretário de Cultura da Lombardia.

A iniciativa chega em um momento delicado para a cadeia do vinagre balsâmico, que viu a produção diminuir de 101 milhões de litros em 2022 para 87 milhões em 2023.

Em 2017, a Itália já conseguiu que a Unesco reconhecesse a "arte dos pizzaiolos napolitanos" como patrimônio imaterial da humanidade. (ANSA)