[an error occurred while processing the directive] [an error occurred while processing the directive] [an error occurred while processing the directive] [an error occurred while processing the directive] [an error occurred while processing the directive] (none)
/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

EUA anunciam US$ 500 milhões para Fundo Amazônia

SÃO PAULO, 20 abril 2023, 12:04

Redação ANSA

ANSACheck

Operação contra mineração ilegal no Pará, na Amazônia © ANSA/EPA

(ANSA) - O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (20) uma doação de US$ 500 milhões, o equivalente a R$ 2,5 bilhões, para o Fundo Amazônia.

Devido ao valor elevado, o repasse precisa ser aprovado pelo Congresso, mas, se for confirmado, marcará o primeiro aporte dos EUA para o fundo, que chegou a ser paralisado no governo de Jair Bolsonaro e foi reativado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em fevereiro passado, a gestão de Joe Biden havia se comprometido a doar US$ 50 milhões, mas o valor decepcionou o governo Lula por ser muito inferior às contribuições já dadas por Alemanha e Noruega, principais financiadoras do Fundo Amazônia.

No entanto, em uma cúpula virtual com grandes economias do mundo sobre energia e clima organizada pelos EUA nesta quinta, Biden anunciou uma quantia 10 vezes maior para "ajudar o Brasil em seu esforço para zerar o desmatamento até 2030".

O presidente também prometeu a mobilização de mais US$ 1 bilhão para ajudar na conservação da Amazônia e outros ecossistemas na América Latina.

O anúncio chega após o atrito entre Brasil e EUA por conta de declarações de Lula sobre a guerra na Ucrânia, com a Casa Branca chegando a acusar o presidente brasileiro de "reproduzir propaganda russa e chinesa".

Com quase quatro meses de governo, Lula ainda não conseguiu reverter a tendência de alta do desmatamento na Amazônia Legal, que registrou um aumento de 180% em março de 2023, na comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 344 quilômetros quadrados de floresta destruída, segundo o instituto Imazon.

Considerando o primeiro trimestre inteiro, o nível de desmate chega a 867 quilômetros quadrados, alta de 26% sobre os três meses iniciais de 2022. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use