/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Indígenas protestam contra limite a demarcações

Projeto de lei deve ser votado pela Câmara nesta terça-feira

SÃO PAULO, 30 maio 2023, 11:52

Redação ANSA

ANSACheck

Protesto de indígenas na rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo © ANSA/EPA

(ANSA) - Indígenas bloquearam nesta terça-feira (30) rodovias de São Paulo e Espírito Santo em protesto pela possível votação na Câmara dos Deputados do projeto de lei sobre o marco temporal para demarcação de terras dos povos originários.

Pouco antes das 6h, dezenas de indígenas estenderam cartazes e bloquearam a rodovia dos Bandeirantes em São Paulo. Segundo a imprensa, houve um princípio de confronto entre os manifestantes e a Polícia Militar paulista.

Além disso, representantes dos povos originários interromperam o tráfego de veículos em três trechos de rodovias no município de Aracruz, no norte do Espírito Santo.

As manifestações ocorrem no dia em que está prevista a votação do PL 490/2007, que limita a demarcação de terras indígenas às áreas que já eram ocupadas até a promulgação da Constituição de 1988.

A bancada ruralista no Congresso defende a proposta, que é criticada pelas ministras dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara, e do Meio Ambiente, Marina Silva. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use