Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Ciclone causa onda de mau tempo no norte da Itália

Temporal já deixou feridos, interrompeu transportes e trânsito

MILÃO, 26 agosto 2023, 13:40

Redação ANSA

ANSACheck

Temporal afeta principalmente áreas de Milão - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O norte da Itália atravessa uma onda de mau tempo causada pela chegada de um ciclone, e os temporais já danificaram casas e causaram interrupções nos transportes, especialmente em Milão, que ainda se recupera dos danos do ciclone do mês passado.

Na cidade, um idoso de 68 anos sofreu traumatismo craniano após a queda de uma telha em sua cabeça, por causa do forte vento que acompanhou as chuvas que atingiram a cidade.

Outra pessoa precisou de socorro após ter sido atingida por um vaso de plantas que caiu de uma janela em meio à ventania.

Os serviços de emergência registraram ao menos 180 chamados para casos relacionados ao temporal, entre pessoas bloqueadas por quedas de árvores, e feridos por fechamentos de janelas e portas causados pelo vento.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado para casos de destelhamentos e risco de quedas de tetos de casas, e a autoestrada que liga Milão a Gênova teve a circulação interrompida pela queda de uma árvore.

A circulação de bondes ainda foi afetada por quedas de galhos em cabos da rede elétrica. Segundo a ATM, empresa que administra o transporte público, ao menos cinco linhas foram afetadas, e algumas delas foram substituídas por ônibus.

As linhas ferroviárias Milão-Alessandria e Milão-Pavia também tiveram a circulação interrompida entre estações por causa dos danos causados pelas chuvas.

"As chuvas intensas preocupam pelo risco de transbordamento dos rios Seveso e Lambro. Foram ativadas ações preventivas de risco hidráulico com limpezas. Pedimos máxima atenção", disse o secretário de Segurança da Cidade de Milão, Marco Granelli.

Enquanto a cidade está em estado de alerta, o acesso aos parques e áreas verdes fica proibido, e a recomendação é para que as pessoas evitem ficar sob árvores, andaimes e tendas.

O fenômeno deve colocar fim à última onda de calor prevista para o verão de 2023 no país.

O ciclone vai atravessar a Itália a partir de segunda-feira (28) e sair na quarta (30), provocando quedas de temperaturas entre 15 e 20ºC em relação aos dias anteriores.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx