Nápoles registra terremoto de magnitude 4.0

Tremores foram sentidos na região do vulcão Campi Flegrei

Campi Flegrei foram epicentro do terremoto (foto: ANSA)
Campi Flegrei foram epicentro do terremoto (foto: ANSA)

(ANSA) - A região dos Campi Flegrei, em Nápoles, no sul da Itália, registrou um terremoto de magnitude 4.0 na noite desta segunda-feira (2), tarde no Brasil.

A medição foi feita pelo Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia, que registrou o sismo às 22h08 (horário local), a uma profundidade de três quilômetros.

Os Campi Flegrei são um supervulcão, adormecido há mais de 500 anos.

O sismo provocou muito medo na área do epicentro, onde foram registradas pequenas quedas de pedaços de estruturas, mas não houve dano significativo.

Muitas pessoas foram para as ruas e não quiseram voltar para suas casas, temendo desabamentos.

Em Pozzuoli, algumas dessas pessoas relataram, além do medo, exasperação e raiva.

“Não nos dizem a verdade”, afirmou uma mulher, sustentando que a estimativa de magnitude 4.0 esteja abaixo da realidade. “Parecia que a casa estava caindo”, declarou outro homem.

Nos perfis da prefeitura nas redes sociais, os comentários transparecem a ansiedade das pessoas após os sucessivos terremotos.

No último dia 29 de setembro, o governo italiano anunciou que um plano de evacuação está sendo avaliado para a região, que também chegou a ser atingida por um terremoto 4.2.

Apesar de ter sido o maior tremor dos últimos 40 anos na região, o sismo do dia 27 não deixou danos ou vítimas.

Na capital da região da Campânia, diversas pessoas acordaram assustadas com o fenômeno, que teria durado apenas alguns segundos. As sirenes de alarme também entraram em ação ao longo do município.

(ANSA).