/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

COP28 tem presença recorde de lobistas de combustíveis fósseis

Número foi divulgado por coalizão de organizações ambientalistas

ROMA, 05 dezembro 2023, 15:36

Redação ANSA

ANSACheck

Protesto em prol do clima em Dubai © ANSA/EPA

(ANSA) - Uma coalizão com mais de 450 organizações ambientais em todo o mundo denunciou nesta terça-feira (5) que pelo menos 2.456 lobistas de combustíveis fósseis tiveram acesso à 28ª Conferência da ONU sobre as Mudanças Climáticas, a COP28.

O relatório divulgado pela Kick Big Polluters Out (Kbpo) informa que o número quadriplicou em relação ao ano anterior, quando 636 empresários ligados às indústrias de carvão, petróleo e gás participaram da cúpula climática em Sharm el-Sheikh, no Egito.

"Num ano em que as temperaturas globais e as emissões de gases com efeito de estufa quebraram recordes, houve uma explosão de lobistas dos combustíveis fósseis a caminho das negociações da ONU, com quase quatro vezes o número de inscrições apresentadas no ano passado", afirmou o Kbpo em nota.

Segundo a coalizão, este aumento coincide com uma COP em que os combustíveis fósseis e a sua eliminação progressiva representam um ponto focal.

Entretanto, há uma exigência crescente por parte dos países do Sul do mundo, dos funcionários públicos, dos círculos eleitorais das Nações Unidas e da sociedade civil em geral para expulsar os poluidores das conversações.

"Há muito mais lobistas dos combustíveis fósseis a quem foi concedido acesso à COP28 do que quase todas as delegações nacionais", calcula a Kbpo, apontando para 3.081 pessoas levadas do Brasil - que deverá acolher a COP30 - e dos Emirados Árabes Unidos, que contam com 4.409.

A Itália, por sua vez, levou uma equipe de representantes da multinacional petrolífera ENI.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use