/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Pesquisadores italianos desenvolvem 'tatuagem eletrônica'

Produto teria aplicações na área da saúde

ROMA, 28 novembro 2023, 18:14

Redação ANSA

ANSACheck

Tatuagem eletrônica foi desenvolvida na Itália (Foto: Reprodução) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Pesquisadores italianos desenvolveram uma tatuagem feita de materiais eletrônicos ultrafinos, capaz de gerar uma sensação tátil.

O dispositivo, com apenas alguns micrômetros de espessura, proporciona estímulos sensoriais para amputados e uma sensação tátil ao controlar braços robóticos ou mover-se em ambientes virtuais.

A ideia foi de Arianna Mazzotta e Virgilio Mattoli, do Centro de Interfaces de Materiais do Instituto Italiano de Tecnologia, e está descrita no periódico Advanced Electronic Materials.

A tatuagem é composta por uma película muito fina, comparável às tatuagens tradicionais para crianças, contendo uma pequena bolsa de ar que infla rapidamente e com precisão, exercendo pressão sobre a pele.

Dessa forma, pode ativar diferentes pontos táteis chamados de pixels táteis.

Esses "taxels" podem ser ativados independentemente, transmitindo diferentes tipos de informações.

O dispositivo é alimentado por uma pequena bateria de baixa voltagem e oferece uma variedade de soluções tecnológicas que podem estabelecer um novo padrão para o futuro.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use