Papa diz que tecnologia não pode substituir criatividade humana

Religioso destacou que só a imaginação do homem é capaz de criar

Papa se encontrou com uma delegação da associação Confartigianato Imprese (foto: ANSA)
Papa se encontrou com uma delegação da associação Confartigianato Imprese (foto: ANSA)

(ANSA) - O papa Francisco elogiou neste sábado (10) as possibilidades que a tecnologia oferecem ao setor empresarial, mas alertou que a imaginação humana também deve ser preservada.

Em um encontro com uma delegação da associação Confartigianato Imprese, ocorrido na Sala Paulo VI, o líder da Igreja Católica comentou que a tecnologia não pode substituir ou acabar com a ação dos homens.

"O uso das tecnologias ampliou as possibilidades, mas é importante que elas não acabem por substituir a imaginação do homem, criado à imagem e semelhança de Deus. As máquinas se replicam, mesmo em velocidade excepcional, enquanto as pessoas inventam", afirmou o religioso.

Jorge Mario Bergoglio ainda colocou o artesanato como uma importante atividade que "aumenta a engenhosidade e a criatividade humana".

"O trabalho manual faz com que o artesão participe da obra criativa de Deus. Fazer não equivale a produzir. Coloca em jogo a capacidade criativa que sabe unir a habilidade das mãos, a paixão do coração e as ideias da mente. Suas mãos podem criar muitas coisas que os tornam colaboradores de Deus", afirmou o Pontífice. (ANSA).