Taxa de inflação na Itália sobe 1,3% em março

Aumento consta em dados preliminares do Istat

Dados preliminares foram divulgados pelo Istat (foto: ANSA)
Dados preliminares foram divulgados pelo Istat (foto: ANSA)

(ANSA) - A taxa de inflação da Itália subiu para 1,3% em março, de acordo com estimativas preliminares divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat) nesta sexta-feira (29).

O aumento ocorre depois de a inflação anual ter permanecido estável em 0,8% em fevereiro, o mesmo nível de janeiro.

O Istat destacou que o índice nacional de preços ao consumidor para toda a coletividade (NIC) aumentou 0,1% em uma base mensal e 1,3% na anual.

A agência nacional de estatísticas acrescentou ainda que a inflação subjacente, líquida de bens energéticos e produtos alimentares frescos, aumentaram de 2,3% para 2,4%, enquanto a inflação apenas de bens energéticos desacelerou de 2,6% para 2,5%.

De acordo com o Istat, o aumento anual nos preços dos chamados 'carrinhos de compras' desacelerou para 3% em março, de 3,7% em fevereiro.

O aumento dos preços dos alimentos, itens domésticos e de higiene pessoal desacelerou de 3,4% em fevereiro para 3% em março e dos produtos com alta frequência de compra caiu de 2,8% em fevereiro para 2,7% em março.

Os preços dos produtos alimentares não transformados também registraram uma queda neste mês, caindo de 4,4% para 2,6%, tal como os preços do tabaco, passando de 2,6% para 1,9%. (ANSA).