/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália testa instrumento para tirar energia das ondas do mar

Projeto é realizado pela ENI e pelo Politécnico de Turim

ROMA, 07 março 2023, 11:14

Redação ANSA

ANSACheck

Projeto fica na ilha de Pantelleria, no sul da Itália - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A empresa italiana ENI completou a instalação de um dispositivo capaz de gerar energia a partir do movimento das ondas do mar.

Chamado "Iswec" (sigla em inglês para "Conversor de Energia Inercial das Ondas do Mar"), o instrumento fica a cerca de 800 metros da costa da ilha de Pantelleria, no sul da Itália, e foi desenvolvido em parceria com o Politécnico de Turim.

Esse é o primeiro dispositivo "Iswec" no mundo e está conectado à rede elétrica da ilha, com capacidade de até 260 kW.

De acordo com a ENI e o Politécnico de Turim, o experimento servirá para obter dados úteis para o desenvolvimento de equipamentos de segunda geração, que já estão em fase de estudo.

A máquina consiste em em um casco de aço de oito por 15 metros e que abriga o sistema de conversão de energia. Este, por sua vez, é formado por duas unidades giroscópicas com dois metros de diâmetro cada uma.

O dispositivo é mantido a 35 metros de profundidade, e a eletricidade gerada é transportada para terra firme por um cabo submarino.

"A energia das ondas é uma das principais formas de energia renovável que atualmente são menos valorizadas. Basta pensar que 70% da superfície terrestre é coberta por água, dos quais 97% são constituídos de mares e oceanos", diz um comunicado da empresa e da universidade.

Segundo a nota, as ondas têm potencial de gerar 18 mil terawatt/hora, o que quase equivale à demanda de energia elétrica do planeta. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use