/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Brasil: Produção de petróleo sobe 3,8% e bate recorde

Dados se referem ao mês de novembro de 2023

(ANSA) - BRASÍLIA, 28 dezembro 2023, 15:17

Redação ANSA

ANSACheck

Jean Paul Prates, presidente da Petrobras © ANSA/EPA

(ANSA) - A produção de petróleo no Brasil atingiu 3,678 milhões de barris por dia em novembro, estabelecendo um recorde e registrando um aumento de 3,8% em comparação com outubro, conforme informado pelo relatório divulgado nesta quinta-feira (28) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A produção média foi 18,8% mais alta do que em novembro do ano passado, impulsionada pelo avanço das atividades nos campos de Búzios e Itaipu, localizados na Bacia de Santos, em águas ultraprofundas. Houve também uma melhoria significativa nos campos de Anita Garibaldi e Anna Nery, na Bacia de Campos.

O recorde anterior foi registrado em setembro deste ano, com uma média diária de 3,672 milhões de barris.

A principal produtora foi a Petrobras, que alcançou 2,365 milhões de barris, representando um aumento de 15,7% em relação a novembro de 2022. As ações da companhia estatal cresceram cerca de 60% em 2023.

A segunda maior produtora de petróleo foi a empresa anglo-holandesa Shell, com 395 mil barris por dia, enquanto a francesa TotalEnergies ficou em terceiro lugar, com 148 mil barris.

Por outro lado, a produção de gás natural teve um aumento de 15,5% em comparação com novembro do ano passado, atingindo o recorde de 162,12 milhões de metros cúbicos diários.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use