Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Blinken diz que EUA fizeram 'progressos concretos' com Argentina

Secretário americano destacou que viu 'enorme potencial' no país

BUENOS AIRES, 23 fevereiro 2024, 15:16

Redação ANSA

ANSACheck

Antony Blinken em seu encontro com a ministra argentina Diana Mondino © ANSA/EPA

(ANSA) - O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, afirmou nesta sexta-feira (23) que os EUA fizeram "progressos concretos" com a Argentina no fornecimento de materiais críticos, especialmente lítio.

Em uma entrevista coletiva em Buenos Aires, onde se encontrou com o presidente do país, Javier Milei, Blinken comentou que viu um "enorme potencial" e "muitas oportunidades" na Argentina.

O secretário ainda acrescentou que Washington "já identificou novos projetos" de cooperação no setor de transição energética na nação sul-americana.

"A Argentina decidiu voltar para o lado do Ocidente, para o lado do progresso e sobretudo para o lado da liberdade", disse Milei ao norte-americano durante a reunião.

A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Diana Mondino, definiu o encontro como "extremamente positivo" e agradeceu o "tempo e esforço" das autoridades norte-americanas "para visitar e compreender as enormes mudanças" que o governo está promovendo.

A política ainda desejou que a relação bilateral entre Argentina e Estados Unidos "mantenha os seus frutos".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx