/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália faz dia de luto nacional por morte de Berlusconi

Funeral do ex-premiê será transmitido em telões

MILÃO, 14 junho 2023, 07:59

Redação ANSA

ANSACheck

Preparativos para funeral de Berlusconi em Milão - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A Itália celebra nesta quarta-feira (14) um dia de luto nacional pela morte do senador e ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, vítima de uma leucemia crônica aos 86 anos de idade.

O controverso magnata e político morreu na última segunda (12) e foi velado de forma privada por familiares e amigos próximos em sua mansão em Arcore, nos arredores de Milão.

Já o funeral começa às 10h (horário de Brasília) desta quarta na Catedral de Milão e será transmitido em telões instalados do lado de fora para permitir a presença do maior número possível de fãs.

Uma multidão já toma conta da Piazza del Duomo, especialmente torcedores do Milan, clube que viveu sua era mais vitoriosa sob a batuta de Berlusconi.

"Precisaríamos de muitas pessoas criativas como ele. Ele teve a belíssima ideia de fazer infraestruturas, modernizar ferrovias e cidades, mas não deixaram, senão teria governado por 30 anos. Os comunistas são os piores do mundo", disse Alessandro, fotógrafo da Sardenha, repetindo o mantra anticomunismo de Berlusconi.

15 coroas de flores foram colocadas na entrada da catedral, incluindo uma da premiê Giorgia Meloni, aliada de longa data do ex-primeiro-ministro, e outra do Partido Socialista Italiano (PSI).

Após o funeral, o corpo de Berlusconi retornará para a capela da família na mansão de Arcore, onde estão conservadas as cinzas dos pais e da irmã do ex-premiê. Mais tarde, o magnata será cremado em um crematório em Valenza, a 90 quilômetros de Milão.

Polêmicas

O dia de luto nacional pela morte de Berlusconi não acontece sem polêmicas.

Em Siena, uma universidade ignorou a ordem do governo para colocar bandeiras a meio mastro em edifícios públicos, enquanto políticos de oposição questionaram a gestão Meloni por proclamar luto nacional, homenagem inédita na Itália a um ex-premiê.

"É justo fazer um funeral de Estado, mas luto nacional por uma pessoa controversa como era Berlusconi não me parece uma escolha oportuna", disse a ex-ministra de centro-esquerda Rosy Bindi.

Ainda assim, a líder do Partido Democrático (PD), Elly Schlein, principal figura da centro-esquerda italiana atualmente, participará do funeral, ao contrário do ex-premiê Giuseppe Conte, que encabeça o populista Movimento 5 Estrelas (M5S). (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use