Meloni diz que Itália hoje exporta 'antimáfia'

Premiê discursou na Direção Nacional Antimáfia e Antiterrorismo

Meloni em visita à Direção Antimáfia (foto: ANSA)
Meloni em visita à Direção Antimáfia (foto: ANSA)

(ANSA) - A premiê da Itália, Giorgia Meloni, declarou nesta segunda-feira (13) que a Itália "exportava a máfia" mas que hoje "exporta antimáfia".

"Hoje a Itália é uma realidade tomada como ponto de referência internacional. Muitos anos atrás éramos conhecidos por exportar a máfia, hoje por exportar antimáfia. Temos um inimigo extremamente mutável e isso pede uma contínua discussão. A luta à máfia e ao terrorismo são os pilares deste governo", declarou.

Meloni foi convidada para uma visita institucional à sede da Direção Nacional Antimáfia e Antiterrorismo, e em seu discurso aproveitou para lançar aos procuradores o convite à colaboração, afirmando que mesmo em caso de desacordo não deve haver confronto de poderes.

"Porque política e magistratura trabalham todos para o mesmo empregador e contra o mesmo adversário", defendeu.

Colaboradores da primeira-ministra definiram o clima da visita como "de grande diálogo".

"Não somos úteis se não dissermos o que pensamos", disse ela, agradecendo pela "franqueza" dos discursos. "Vimos de percursos muito diferentes, mas todos fazemos parte da mesma história.

Tudo o que vocês acham que pode ser feito, estamos dispostos a fazer para dar dignidade à honra do Estado", garantiu. (ANSA).