Meloni visita Croácia e alerta UE sobre enfrentamento de crises

Premiê italiana ainda disse que quer reforçar laços com croatas

Meloni se encontrou com seu homólogo croata, Andrej Plenkovic (foto: ANSA)
Meloni se encontrou com seu homólogo croata, Andrej Plenkovic (foto: ANSA)

(ANSA) - A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, disse nesta sexta-feira (17) que a Europa "deve repensar-se para enfrentar os grandes desafios" que se aproximam, principalmente em decorrência da crise no Oriente Médio.

A declaração foi dada durante sua visita à Croácia, na qual abordou a delicada questão da reintrodução de controles nas fronteiras por causa da guerra entre Israel e o grupo fundamentalista islâmico Hamas.

"A Europa deve repensar-se para enfrentar os grandes desafios e também para aproveitar as oportunidades que questões como o alargamento nos apresentam", declarou Meloni após a reunião bilateral com o primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovich, em Zagreb.

Segundo Meloni, "a Itália e a Croácia são nações vizinhas unidas por laços profundos".

"Estou feliz por estar aqui tantos anos depois da última visita de um primeiro-ministro italiano para reforçar a nossa amizade e relançar a cooperação estratégica entre os nossos povos", acrescentou.

Para ela, é "inexplicável que durante 20 anos não tenha havido uma visita de um chefe de governo italiano à Croácia, pela proximidade não só geográfica, mas também histórica que nos une e pela força das nossas relações que são excelentes".

Durante o encontro Meloni abordou a questão da suspensão do acordo de Schengen, que prevê a livre circulação fronteiriça, que a Itália aplicou nas suas fronteiras orientais.

"Estamos conscientes das dificuldades, especialmente para as comunidades transfronteiriças, de restabelecer o controlo fronteiriço ligado à crise Oriente Médio. Tomamos uma decisão transitória, pronta para reconsiderá-la a qualquer momento, quando as condições de segurança forem mais claras e calmas", explicou ela.

Além disso, a líder italiana acrescentou que um fórum empresarial Itália e Croácia e um comitê interministerial destinado a fortalecer as relações bilaterais serão realizados em Zagreb no próximo ano.

A Itália é o primeiro parceiro comercial da Croácia, com uma troca de mais de 8 bilhões de euros em 2022, e é também um dos maiores investidores em setores estratégicos, como o bancário.

Por fim, em declaração a jornalistas, após o encontro com seu homólogo croata, Meloni elogiou o acordo que alcançou recentemente para que a Itália estabeleça centros de migrantes na Albânia.

"Penso que é um acordo muito inovador e inteligente e parece-me que foi recebido com muito interesse pelos outros parceiros europeus", afirmou Meloni, acrescentando que o resultado "vai depender da nossa capacidade de o fazer.

"Acho que pode ser um exemplo a replicar", garantiu, afirmando que a Itália foi "pioneira" nesta frente. (ANSA).