Milei confirma Luis Caputo como novo ministro da Economia

Presidente eleito deu declaração ao voltar dos Estados Unidos

Presidente eleito da Argentina tomará posse no dia 10 de dezembro (foto: ANSA)
Presidente eleito da Argentina tomará posse no dia 10 de dezembro (foto: ANSA)

(ANSA) - O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, anunciou nesta quarta-feira (29) Luis Caputo como o novo ministro da Economia de seu governo, cuja posse será realizada no próximo dia 10 de dezembro.

A confirmação foi feita durante entrevista do ultraliberal à local Radio Mitre, pouco após retornar a Buenos Aires de sua viagem aos Estados Unidos, onde se reuniu com representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e com o conselheiro de Segurança da Casa Branca, Jake Sullivan.

Em declarações no aeroporto internacional de Ezeiza, Milei confirmou que "sim, sim, Luis Caputo é o ministro da Economia do meu governo" e que "Nicolás Posse é o 'chefe de gabinete'".

Caputo foi presidente do Banco Central da Argentina na presidência de Mauricio Macri, que governou o país entre 2015 e 2019, e terá um dos principais desafios da nova gestão: resolver uma das piores crises econômicas vividas pelo país em 40 anos e uma inflação de 140%.

Além disso, será responsável por renegociar a dívida de US$ 44 bilhões da Argentina com o FMI, com quem Caputo se reuniu para discutir "os planos para reforçar urgentemente a estabilidade e estabelecer as bases de um crescimento mais sustentável", de acordo com uma fonte do fundo, citada pela imprensa local.

Durante a entrevista, o novo líder argentino explicou também que tem feito "grandes progressos" e contou que, em Washington, todos "compreendem perfeitamente os problemas da Argentina e estão muito conscientes da grave questão das Letras de Liquidez (Leliq) - instrumento de dívida remunerada do Banco Central usado para drenar pesos do mercado e evitar que sejam usados para comprar dólares -, que pretende eliminar. (ANSA).