/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Janja critica Elon Musk e diz que vai processar rede social

SÃO PAULO, 19 dezembro 2023, 13:48

Redação ANSA

ANSACheck

Janja participou de 'conversa com o presidente ' nesta terça © ANSA/EPA

(ANSA) - O presidente Luiz inácio Lula da Silva e a primeira-dama Rosângela da Silva, conhecida como Janja, criticaram nesta terça-feira (19) o empresário Elon Musk, dono do X (antigo Twitter), e defenderam que é preciso regulamentar a atuação das redes sociais.

As declarações foram dadas pelo casal durante o programa semanal "Conversa com o Presidente", uma semana após o perfil oficial de Janja ter tido sua conta hackeada na rede X.

Durante a transmissão, ela reclamou sobre a lentidão da empresa de Musk de resolver seu problema, tendo em vista que seu perfil permaneceu uma hora e meia sob o controle dos hackers e foi alvo de mensagens misóginas e ofensivas.

De acordo com Lula, "o que aconteceu com a Janja foi importante porque chama a atenção para outras coisas". "Um dos moleques que atacaram ela era um moleque de 17 anos. A violência contra meninas é uma coisa absurda", acrescentou.

"Nós vamos ter que fazer uma regulação séria. Não só para o país, mas para o mundo. Como a gente vai fazer isso sem censura é um desafio. A TV tem regulação, e esse cidadão [Elon Musk] nem paga imposto no país", afirmou o presidente brasileiro.

Na sequência, Janja garantiu que, não sabe como, mas irá processar Musk. "Eu não sei nem onde processar, se eu processo no Brasil, se processo nos Estados Unidos, porque processá-los eu vou, de alguma forma", declarou ela.

Segundo Janja, "a gente tem uma pesquisa, tem muitas pessoas públicas que têm as contas invadidas, como o primeiro-ministro da Austrália, então a gente tem que de alguma forma responsabilizar essas plataformas e regulá-las. O problema não é só do Brasil, é global".

Para a primeira-dama, "Elon Musk ficou muito mais milionário com aquele ataque. É essa a questão. A gente precisa não só a regularização das redes, mas a gente precisa discutir a monetização das redes. Porque hoje não importa se é do bem ou do mal", disse.

Janja também anunciou que o governo está com uma proposta de um plano de combate à violência contra as mulheres nas redes.

Por fim, Lula também cobrou uma regularização das redes sociais, mas pontuou que fazer isso sem censura é um "desafio" ."Temos que fazer uma regularização séria. Não só uma regularização para um país, mas para o mundo. A União Europeia já faz uma regularização, mas é preciso que todo mundo tome cuidado com isso", concluiu o petista.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use