Mestrado em Ciência e Economia do Café Ernesto Illy chega à 13ª edição

Brasil está entre nacionalidades dos 24 estudantes inscritos

Mestrado apresenta processos do café da planta ao produto final (foto: ANSA)
Mestrado apresenta processos do café da planta ao produto final (foto: ANSA)

(ANSA) - O ano de 2024 será marcado pela 13ª edição do mestrado internacional em Economia e Ciência do Café Ernesto Illy, único do tipo no mundo.

Neste ano acadêmico, estão matriculados 24 estudantes de 18 nacionalidades, incluindo o Brasil (além de Colômbia, Congo, Costa Rica, Etiópia, Guatemala, Honduras, Índia, Indonésia, Itália, México, Moçambique, Panamá, Ruanda, Estados Unidos, Tanzânia, Togo e Vietnã).

Eles receberão uma formação passando por aspectos biológicos, agronômicos, tecnológicos e econômicos que, partindo da planta de café, conduzem ao produto final que chega à xícara.

O curso tem como elemento unificador a busca pela qualidade e ética em todas as fases de produção e comercialização, inspirando-se nos valores éticos e na abordagem científica e gerencial de Ernesto Illy, empresário italiano que presidiu a illycaffè.

Desde a primeira edição, o mestrado já envolveu mais de 200 alunos de mais de 30 países.

O programa educacional prevê mais de 400 horas de aulas, tanto remotas quanto presenciais, a partir de maio.

O curso será concluído com um projeto relacionado a uma das disciplinas desenvolvidas, até a obtenção do título em fevereiro de 2025.

(ANSA).