/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Biden recebe Meloni para reunião bilateral na Casa Branca

Premiê italiana propôs aliança global contra tráfico de pessoas

WASHINGTON, 01 março 2024, 17:49

Redação ANSA

ANSACheck

Meloni e Biden se reuniram na Casa Branca © ANSA/EPA

(ANSA) - A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, foi recebida nesta sexta-feira (1º) pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na Casa Branca, em Washington.

Um dos principais temas tratados foi o conflito no Oriente Médio.

"Precisamos coordenar ações para evitar uma escalada, e apoiamos plenamente os esforços de mediação dos Estados Unidos. A crise humanitária é nossa prioridade número um, a Itália concentrou sua contribuição nisso”, disse Meloni.

"Enquanto cooperamos com todos os atores da região, precisamos trabalhar juntos para garantir passos concretos em direção à perspectiva de dois povos e dois Estados, que é a única solução de longo prazo sustentável", disse ainda.

A premiê italiana também citou a expectativa para a presidência italiana do G7: “Estamos trabalhando por um G7 concreto e substancial. Pretendemos reafirmar uma ordem internacional baseada em regras, defendendo a liberdade".

"É necessária uma aliança global contra traficantes de seres humanos. O G7 também dará atenção especial ao continente africano, a África não é um continente pobre, possui recursos humanos e naturais importantes, mas tem sido explorada com uma abordagem predatória”, propôs.

“Quero mudar essa abordagem junto com vocês, e é também uma resposta à crise migratória. Devemos apoiar o desenvolvimento da África e acabar com a migração ilegal e o tráfico de seres humanos, que se tornou a atividade financeira criminosa mais lucrativa globalmente e não podemos aceitar isso", complementou.

Ela ainda destacou a importância do tema da inteligência artificial no G7: “É um instrumento; bom ou ruim dependerá da nossa capacidade de governá-lo e combater seus riscos e o impacto que pode ter no mercado de trabalho. Queremos desenvolvê-la, mas também garantir que mantenha o homem no centro”.

A reunião bilateral ocorreu em clima amistoso: antes do encontro, Biden disse estar “feliz” pelo retorno de Meloni ao país. Ela retribuiu: “Não vejo a hora de te receber na Puglia, em junho, para a cúpula de líderes do G7”.

Ao fim da reunião, Biden ainda brincou: "Contribuí para o fortalecimento das relações entre a Itália e os EUA ao me casar com uma ítalo-americana". Sua mulher, Jill Jacobs Biden, nascida Jill Giacoppo, é filha de um imigrante siciliano que chegou aos Estados Unidos no início do século 20.

O presidente americano ainda relatou outro momento descontraído: “Quando ela entrou, cantei a música de Ray Charles ‘Georgia on my mind’. Giorgia e eu somos grandes amigos. A premiê apoiou os Estados Unidos desde o primeiro dia em que assumiu o cargo”, disse, agradecendo também o “apoio inabalável” da Itália à Ucrânia.


   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use