/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Estado de saúde de Matteo Messina Denaro se agrava

Mafioso está em tratamento contra tumor agressivo no cólon

PESCARA, 11 setembro 2023, 09:45

Redação ANSA

ANSACheck

Preso em janeiro, Matteo Messina Denaro está em tratamento contra câncer - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Agravou-se o estado de saúde do líder mafioso Matteo Messina Denaro, que está internado há pouco mais de um mês em um hospital de L'Aquila, no centro da Itália.

O poderoso chefe da Cosa Nostra passou por uma cirurgia bem-sucedida de desobstrução intestinal em 8 de agosto, mas viu suas condições piorarem devido ao avanço de um tumor agressivo no cólon.

Messina Denaro está há uma semana na ala para detentos do Hospital San Salvatore, onde é submetido a medicações contra a dor e alimentação intravenosa.

Segundo fontes próximas ao caso, as condições atuais do mafioso não são compatíveis com a volta para a penitenciária de segurança máxima de L'Aquila, onde cumpria pena de prisão perpétua desde janeiro, quando foi capturado após quase 30 anos foragido.

Recentemente, alguns parentes visitaram Messina Denaro no hospital, depois de ele ter protestado por sua permanência na UTI, onde o acesso era restrito. Na cadeia, o mafioso era submetido ao regime conhecido como "41 bis", que prevê isolamento total e ininterrupto.

Messina Denaro estava foragido desde 1993 e era tido como o "chefe dos chefes" da máfia siciliana, mas foi capturado em janeiro passado, em um hospital privado de Palermo onde faria quimioterapia.

Ele era o criminoso mais procurado da Itália e vivia em um covil na pequena cidade de Campobello di Mazara, na Sicília. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use