Itália obtém primeiras autorizações para montar hospital em Gaza

Anúncio foi feito pelo vice-premiê Antonio Tajani em evento

Região é alvo de ataques israelenses desde outubro (foto: ANSA)
Região é alvo de ataques israelenses desde outubro (foto: ANSA)

(ANSA) - O vice-premiê e ministro das Relações Exteriores da Itália, Antonio Tajani, anunciou nesta sexta-feira (24) que seu governo já conseguiu as primeiras autorizações para montar um hospital de campanha na Faixa de Gaza.

"Há boas notícias para o nosso hospital de campanha em Gaza", afirmou ele durante evento do seu partido, o conservador Força Itália (FI), no Palazzo Pirelli, em Milão.

Segundo Tajani, o governo italiano já começou a obter as primeiras aprovações para a construção do centro médico. "Ele se juntará ao navio-hospital para ajudar os feridos", anunciou.

Recentemente, a Marinha da Itália chegou a mandar um navio equipado com hospital e salas operatórias para atender civis feridos no enclave palestino. Além disso, ajudas humanitárias, principalmente itens de primeira necessidade, foram enviadas para a população local.

"Esperamos que possa entrar tanta ajuda humanitária quanto possível", afirmou o vice-premiê.

Por fim, Tajani classificou como uma "boa notícia" a troca de prisioneiros e reféns entre Israel e Hamas, enfatizando que espera que esse movimento "possa ser o início de uma nova fase que permita à população civil respirar aliviada".

"Precisamos então pensar sobre qual será o futuro da Faixa de Gaza. A Itália tem algumas ideias e há muitas propostas. Naturalmente o Hamas deve ser removido de Gaza e todas as suas bases devem ser destruídas sem afetar a população civil", concluiu. (ANSA).