Trabalhadores presos em túnel são resgatados na Índia

Governo elogiou a 'paciência' e a 'coragem' das 41 pessoas

Todos os 41 trabalhadores foram resgatados do túnel (foto: ANSA)
Todos os 41 trabalhadores foram resgatados do túnel (foto: ANSA)

(ANSA) - As equipes de resgate da Índia resgataram com sucesso todos os 41 trabalhadores que estavam presos em um túnel rodoviário que desabou parcialmente no Himalaia.

O governo do país asiático celebrou o êxito da missão, pois o processo exigiu uma longa maratona de 17 dias de operações de engenharia.

"Estou completamente aliviado e feliz que os 41 trabalhadores presos no colapso do túnel Silkyara tenham sido resgatados com sucesso", escreveu o ministro dos Transportes Rodoviários, Nitin Gadkari.

O chefe da pasta também especificou que "foi um esforço bem coordenado por várias agências, que marcou um dos mais significativos resgates operações nos últimos anos".

Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia, destacou que a "coragem" e a "paciência" dos trabalhadores resgatados é uma inspiração.

"A paciência, o trabalho árduo e a fé venceram", afirmou o premiê do estado de Uttarakhand, Pushkar Singh Dhami.

A saúde dos trabalhadores foi classificada como "boa" por médicos que montaram um hospital de campanha e os avaliaram assim que foram retirados, acrescentou o político indiano.

Após vários contratempos na operação, engenheiros militares e mineiros qualificados escavaram a seção final à mão, utilizando uma técnica chamada de "buraco de rato", uma equipa de três pessoas trabalhando na face da rocha dentro de um tubo de metal, largo o suficiente para permitir a passagem para dentro. (ANSA).