Número de mortos em Gaza chega a 27.131

Papa Francisco se reuniu com embaixador de Israel

Palestinos caminham diante de casa destruída por ataque israelense na Faixa de Gaza (foto: ANSA)
Palestinos caminham diante de casa destruída por ataque israelense na Faixa de Gaza (foto: ANSA)

(ANSA) - O número de mortos nos ataques de Israel na Faixa de Gaza subiu para 27.131, de acordo com boletim divulgado nesta sexta-feira (2) pelo Ministério da Saúde do enclave palestino, que é controlado pelo grupo fundamentalista islâmico Hamas.

O balanço inclui 112 vítimas registradas nas 24 horas anteriores, enquanto a cifra de feridos desde o início da guerra, em 7 de outubro, chegou a 66.287.

Enquanto isso, as forças israelenses seguem avançando em direção a Rafah, no extremo-sul da Faixa de Gaza. "A brigada do Hamas em Khan Younis foi dispersada. Completaremos a missão ali e prosseguiremos até Rafah", disse o ministro da Defesa Yoav Gallant no X (antigo Twitter).

"A grande pressão que nossas forças exercem sobre o Hamas nos aproxima do retorno dos sequestrados", garantiu. Estima-se que mais de 100 reféns ainda estejam sob poder do grupo palestino.

Também nesta sexta, o papa Francisco se encontrou com o embaixador de Israel na Santa Sé, Raphael Schutz, mas o Vaticano não divulgou o teor da conversa.

O pontífice tem sido um dos principais advogados de um cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza e fez diversos alertas sobre o agravamento da crise humanitária no enclave. (ANSA)