Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália investiga jovens que fizeram apologia ao nazifascismo

Grupo elogiou ditadores e ameaçou clientes em um restaurante

FERRARA, 15 fevereiro 2024, 14:18

Redação ANSA

ANSACheck

O grupo foi alvo de uma operação de busca e apreensão na Itália - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O Ministério Público de Ferrara, na Itália, abriu uma investigação contra 24 pessoas acusadas de fazer apologia ao nazifascismo e incitar o ódio racial.

Os envolvidos no caso, que possuem entre 20 e 30 anos, são todos italianos e atletas de rugby e handebol. Eles se encontraram em dezembro em um restaurante para celebrar o aniversário de um dos jovens.

Na ocasião, eles distribuíram vários panfletos elogiando os ditadores Adolf Hitler e Benito Mussolini. Não satisfeitos, ameaçaram de morte alguns clientes que tentaram interromper os cantos racistas dirigidos a uma funcionária do restaurante.

O grupo também entoou músicas nazifascistas ao longo do jantar e continuou elogiando o ditador italiano até mesmo na presença dos policiais no estabelecimento.

Em uma operação de busca e apreensão em Ferrara, a polícia italiana apreendeu celulares e outros dispositivos eletrônicos, com o objetivo de apurar se existe uma organização estruturada por trás dos investigados.

As autoridades encontraram armas de brinquedo, catanas, facas, calendários com o rosto de Mussolini e outros materiais nazifascistas.

O prefeito de Ferrara, Alan Fabbri, afirmou que o fato de os responsáveis serem todos jovens e sem antecedentes criminais é "mais um elemento doloroso" em relação ao episódio.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx