/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Presidente da Rússia viajará para China nesta semana

Esta será a primeira visita de Putin após ter tomado posse

MOSCOU, 14 de maio de 2024, 14:53

Redação ANSA

ANSACheck

Putin e Xi Jinping vão se reunir nos dias 16 e 17 de maio © ANSA/AFP

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fará uma visita à China nos próximos dias 16 e 17 de maio, a convite de seu homólogo chinês, Xi Jinping, informou o Ministério das Relações Exteriores de Pequim nesta terça-feira (14).
    "A convite do presidente chinês, Xi Jinping, o mandatário russo, Vladimir Putin, fará uma visita de Estado à China de 16 a 17 de maio", afirmou a porta-voz Hua Chunying.
    Para o líder do Kremlin, esta será a primeira viagem ao exterior desde que ele assumiu o cargo para seu quinto mandato e a segunda à China em pouco mais de seis meses, depois de ter sido o convidado especial do 3º Fórum Cinturão e Rota, em outubro passado.
    Segundo rumores que circulam em Pequim, Putin poderia participar da inauguração da 8ª edição da Expo China-Rússia, que acontece entre 16 e 21 de maio, no Centro Internacional de Conferências e Exposições de Harbin, capital da província de Heilongjiang, no norte do país asiático.
    A nova ida ao território chinês ocorrerá após Xi ter se reunido com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serghei Lavrov, em um sinal de fortalecimento das relações entre os dois países.
    Na ocasião, o líder chinês recordou que tinha concordado com Putin "em continuar a manter intercâmbios estreitos para garantir que as relações China-Rússia se desenvolvam sempre de forma contínua e constante".
    Em fevereiro de 2022, menos de três semanas antes de invadir a Ucrânia, Putin assinou um acordo de parceria "sem limites" com seu homólogo chinês. Os laços diplomáticos e comerciais com Pequim também se fortaleceram à medida que as nações ocidentais impuseram séries de sanções desde o início da guerra.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use