/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

UE alerta Google para garantir segurança da IA

CEO da empresa se reuniu com comissário europeu

BRUXELAS, 24 maio 2023, 16:16

Redação ANSA

ANSACheck

UE disse que é preciso ter acordo voluntário sobre regras da IA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A União Europeia alertou nesta quarta-feira (24) o Google para ter um uso responsável e dentro das regras da inteligência artificial (IA).

O aviso foi dado de maneira direta durante uma reunião entre a vice-presidente e comissária para a Concorrência, Margrethe Vestager, o comissário europeu para o Mercado Interno, Thierry Breton, e o CEO da empresa norte-americana, Sundar Pichai.

"Não há tempo a perder na corrida pela IA para construir um ambiente online seguro. Esperamos que a tecnologia na Europa respeite todas as nossas regras, sobre a proteção de dados, a segurança online e a inteligência artificial. Na Europa, não se pode escolher as normas mais convenientes", ressaltou Breton.

O comissário ainda afirmou estar "feliz" com o compromisso expressado pelo CEO em "respeitar todas as normas da UE, do regulamento da UE para proteção dos dados já em vigor às leis gêmeas Digital Services Act e Digital Markets, que estão com implementação em andamento".

Breton também ressaltou que Pichai concordou que "não se pode permitir esperar que o regulamento europeu sobre inteligência artificial esteja efetivamente aplicado" e que é preciso desenvolver "já agora um pacto de inteligência artificial com base voluntária".

Os dois ainda concordaram em "intensificar" ações antes das eleições europeias, marcadas para junho do ano que vem.

Já Vestager pontuou que o bloco precisa fazer uma lei sobre IA "o quanto antes", mas lembrou que a "tecnologia avança com uma velocidade extrema". "Por isso, precisamos de um acordo voluntário sobre regras universais para a IA. Não temos tempo a perder", disse ainda.

A União Europeia debate uma legislação específica para o setor, mas as conversas ainda estão no âmbito das comissões internas do Parlamento Europeu.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use