Conselho da Europa alerta Itália sobre violência contra mulheres

Casos estão aumentando cada vez mais no país

Protesto contra violência às mulheres na Itália (foto: ANSA)
Protesto contra violência às mulheres na Itália (foto: ANSA)

(ANSA) - O Conselho da Europa alertou nesta sexta-feira (22) que "observa com preocupação" os números da Itália em relação aos casos de violência contra as mulheres.

O comitê de ministros do organismo de direitos humanos afirmou que os dados fornecidos por Roma "mostram um percentual persistentemente elevado de processos de violência doméstica e sexual arquivados na fase de investigação preliminar, o uso limitado de ordens de proteção e uma taxa significativa de violações dos mesmos".

A nota manifesta a inquietação do conselho depois de rever as medidas tomadas pela Itália para resolver os problemas que levaram o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos a condenar o país várias vezes devido à sua "resposta ineficaz" às denúncias feitas por mulheres vítimas de violência.

Após o alerta, a instituição antiviolência contra mulheres italianas Differenza Donna expressou sua "satisfação" pelo Tribunal de Estrasburgo apelar mais uma vez às instituições do país pelos graves atrasos do sistema judiciário no que diz respeito aos pedidos de justiça das mulheres vítimas de violência doméstica".

O flagelo da violência contra as mulheres na Itália está cada vez mais difícil de ser combatido, e dados do Ministério do Interior mostram um aumento no número de casos em relação ao ano anterior. (ANSA).