Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Professora italiana vítima de câncer deixa herança para alunos

Patrimônio da docente de literatura financiará bolsas de estudos

BARI, 14 dezembro 2023, 14:02

Redação ANSA

ANSACheck

Silvana Ghiazza era professora de literatura (Foto: Reprodução) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Uma professora italiana deixou sua herança aos alunos: foi inaugurada nesta terça-feira (12), no Museu Cívico de Bari, uma fundação em nome de Silvana Ghiazza, que irá financiar bolsas de estudo para estudantes que precisarem.

A docente da Universidade de Bari decidiu dedicar seu legado à criação de duas bolsas de estudo, uma para médicos residentes em oncologia, especialmente na pesquisa sobre o câncer de pâncreas, e outra para estudantes de literatura.

"Estou contente por ter sido chamado a participar deste presente. Foi um presente conhecer Silvana Ghiazza, minha colega por muitos anos, mas o presente maior é o que ela quis fazer para o futuro", disse o reitor da Universidade, Stefano Bronzini.

Ghiazza dava aula de literatura contemporânea na instituição da Puglia, e morreu em agosto de 2022, vítima de uma doença.

"Há dois anos, durante uma consulta, descobrimos sobre esta enfermidade. Então nos perguntamos o que fazer, visto que não temos herdeiros. Agora, também farão parte do patrimônio da associação os apartamentos de um prédio que compramos ao longo dos anos", disse o marido da professora e presidente da fundação, Raffaele Russi.

"Silvana era um vulcão de energia e generosidade. Ela tinha uma força contagiante, e o caminho que percorremos juntos foi terapêutico para ela, para mim e para todas as pessoas que tiveram a sorte de conhecê-la", disse a médica Letizia Laera, que a tratou e faz parte do conselho de administração da fundação.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx