Papa apela por 'tolerância e fraternidade' contra ódio e guerra

Francisco disse que falta de solidariedade provoca destruição

Francisco durante oração do angelus (foto: ANSA)
Francisco durante oração do angelus (foto: ANSA)

(ANSA) - O papa Francisco alertou neste domingo (4) que, em um mundo marcado pelas guerras e pelo ódio, é necessário reafirmar o valor da tolerância e fraternidade.

A declaração é dada na mensagem enviada pelo Pontífice ao secretário-geral do Prêmio Zayed para a Fraternidade Humana e afirma que a falta de solidariedade provoca "destruição do ambiente" e "degradação social".

"Não podemos deixar de reconhecer os efeitos da ausência de solidariedade fraterna", escreveu ele, acrescentando que "o impacto negativo da destruição ambiental e da degradação social continua a causar imenso sofrimento a um grande número de nossos irmãos e irmãs em todo o mundo".

Francisco destacou que é apropriado, portanto, "prestar atenção aos princípios que podem guiar a humanidade através das sombras escuras da injustiça, do ódio e da guerra".

De acordo com ele, "precisamos de maior solidariedade social e maior amor fraterno" no mundo.

Por fim, o argentino elogiou quem se empenha com "amor, tolerância para com os diferentes, o verdadeiro cuidado com os pobres e doentes, especialmente às crianças, e o desejo de contribuir para a reabilitação dos prisioneiros e sua reintegração na sociedade". (ANSA).