Cruzeiro entre Brasil e Itália é retido com bolivianos ilegais

Navio da MSC desembarcará 300 brasileiros na Espanha

Navio MSC Armonia (Foto: MSC) (foto: ANSA)
Navio MSC Armonia (Foto: MSC) (foto: ANSA)

(ANSA) - Um cruzeiro que partiu do Brasil com destino à Europa ficou retido no porto de Barcelona, na Espanha, com 1,5 mil passageiros a bordo nesta terça-feira (2).

O motivo foi que 69 cidadãos bolivianos teriam tentado desembarcar com vistos supostamente falsos.

O navio da companhia MSC Cruzeiros realizou partidas nos portos do Rio de Janeiro e de Santos, em São Paulo, e já havia feito uma parada em Portugal, onde os bolivianos também não puderam desembarcar.

Segundo fontes da MSC, nesta quarta-feira (4) cerca de 300 passageiros brasileiros serão desembarcados e transportados ao aeroporto de Barcelona para um voo com destino a Roma, na Itália, pago pela empresa.

Isso porque esses viajantes tinham passagens aéreas de volta para o Brasil partindo da capital italiana, e perderiam a viagem após o atraso no cronograma do cruzeiro, que ficou parado por cerca de 24 horas.

Já os passageiros bolivianos serão transferidos a outra embarcação da MSC, que ficará em uma área internacional do porto até que as autoridades espanholas completem os procedimentos necessários para a expulsão.

Quando os 300 brasileiros e os 69 bolivianos deixarem o navio, o MSC Armonia seguirá em seu trajeto pela Itália, tendo a Croácia como destino final.

Segundo a MSC, no momento do embarque, os bolivianos pareciam ter a documentação apropriada.

 (ANSA).