/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Ministro da Economia e presidente do BC italiano vão a G20 em SP

Preparação de declaração final começará nesta terça-feira

SÃO PAULO, 26 fevereiro 2024, 17:26

Redação ANSA

ANSACheck

Bienal de São Paulo recebe Trilha de Finanças do G20 (Foto: Leo Eloy/Fundação Bienal de São Paulo) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Em São Paulo, o principal centro financeiro do Brasil, está tudo pronto para a reunião dos ministros da Economia e dos governadores dos bancos centrais do G20 na quarta (28) e quinta-feira (29) - a primeira da presidência brasileira - que contará com a participação do ministro da Economia da Itália, Giancarlo Giorgetti, e do governador do Banco Central da Itália, Fabio Panetta.

Entre outros, também está prevista a presença do comissário europeu para Economia, Paolo Gentiloni; da secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen; e da diretora do FMI, Kristalina Georgieva.

A partir de amanhã (27), a reunião dos vice-ministros negociará um esboço de comunicado, que deverá ser avaliado para adoção pelos responsáveis pela Economia e pelos bancos centrais.

No total, são 450 delegados, de 20 países membros, nove convidados e 17 organizações internacionais, que estarão entre hoje (26) e quinta-feira na capital paulista, principal centro financeiro do gigante sul-americano.

As três prioridades do G20 brasileiro - combate à fome, à pobreza e às desigualdades; equilíbrio entre finanças e meio ambiente para um desenvolvimento sustentável; e reforma da governança internacional - terão sua implementação nos dois dias de trabalho.

Entre os temas a serem debatidos: a relação entre desigualdade e política econômica; crescimento, inflação e emprego; uma forma progressiva de tributação internacional; dívidas nacionais e financiamento para desenvolvimento sustentável.

Especificamente, o anfitrião, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (que testou positivo para Covid), proporá a taxação de grandes fortunas.

"Vamos apresentar uma proposta de tributação dos super-ricos com base na progressividade para enfrentar os obstáculos econômicos da desigualdade", disse Haddad em uma entrevista.
   
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use