/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Novo PAC vai incluir transição energética, diz Lula

Programa deve ser apresentado ainda neste mês

SÃO PAULO, 14 julho 2023, 11:33

Redação ANSA

ANSACheck

Lula durante relançamento do Minha Casa, Minha Vida - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que a nova versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), bandeira de seu segundo mandato, também vai incluir iniciativas de transição energética.

Em entrevista à TV Record, o mandatário citou "uma gama de alternativas para o Brasil", como etanol, biodiesel, energias eólica e solar, além do hidrogênio verde.

"A transição energética que nós precisamos fazer vai ser uma revolução. Nenhum país do mundo tem a capacidade de colocar em prática uma transição energética como o Brasil tem", disse Lula.

"Nós vamos lançar agora, no mês de julho, um grande programa, envolvendo inclusive a questão energética, da transição climática, para que o mundo saiba o que o Brasil pretende fazer", acrescentou.

Segundo o presidente, esse "novo PAC" vai discutir aeroportos, portos, rodovias, ferrovias, saneamento básico e habitação, porém com "muito mais coisas, muito mais obras" que a primeira versão.

"Queremos mostrar qual é a cara do Brasil que queremos entregar", ressaltou. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use