Série A da Itália rejeita redução de 20 para 18 times

Proposta era defendida por Inter, Juventus, Milan e Roma

Roma e Inter de Milão estão entre os quatro clubes que eram favoráveis à redução da Série A (foto: ANSA)
Roma e Inter de Milão estão entre os quatro clubes que eram favoráveis à redução da Série A (foto: ANSA)

(ANSA) - A assembleia da Série A da Itália rejeitou nesta segunda-feira (12) a redução do campeonato de 20 para 18 equipes, em uma derrota para Inter de Milão, Juventus, Milan e Roma.

Esses quatro clubes foram os únicos que votaram a favor da proposta, rejeitada pelos outros 16 times da Série A.

"Foi confirmado o atual formato com 20 equipes", diz um comunicado divulgado pela Lega Serie A, entidade que administra a elite do futebol italiano.

Inter, Juventus e Milan, equipes mais vitoriosas e de maior torcida no país, chegaram a fazer um apelo direto ao presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Gabriele Gravina, em prol da redução, mas sem sucesso.

Os três gigantes e a Roma argumentavam que a diminuição para 18 times aumentaria a qualidade e atratividade da Série A, diante da popularidade de torneios como a Premier League, LaLiga e Bundesliga.

Atualmente, o Campeonato Italiano é disputado por 20 clubes, sendo que três são rebaixados para a segunda divisão a cada temporada. (ANSA)