/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Itália diz que Bolsonaro não pediu cidadania

Ex-presidente é descendente de italianos

CIDADE DO VATICANO, 10 janeiro 2023, 08:06

Redação ANSA

ANSACheck

Jair Bolsonaro viajou para a Flórida antes de encerrar seu mandato © ANSA/EPA

(ANSA) - O ministro das Relações Exteriores da Itália, Antonio Tajani, afirmou nesta terça-feira (10) que o ex-presidente Jair Bolsonaro não pediu cidadania do país.

A declaração foi dada em entrevista à Rai Radio 1, após parlamentares de oposição terem questionado o governo sobre um possível pedido de cidadania italiana por parte do ex-chefe de Estado brasileiro.

"O ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro nunca pediu a cidadania italiana, e também existem as leis. Há pessoas que têm direito a solicitá-la, mas ele não a pediu", afirmou Tajani, que também divide o cargo de vice-premiê com Matteo Salvini.

O senador Flávio Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filhos do ex-presidente, protocolaram seus pedidos de cidadania italiana na embaixada do país europeu em Brasília em 2020.

Por serem descendentes de italianos, eles buscam o reconhecimento da cidadania por direito de sangue (jus sanguinis).

Um bisavô paterno de Bolsonaro era de Anguillara Veneta, município do norte da Itália que concedeu cidadania honorária para o ex-presidente em 2021. Já seus avós maternos eram de Lucca, na Toscana.

Os questionamentos sobre uma eventual cidadania voltaram a ganhar força após a insurreição promovida por vândalos bolsonaristas no último domingo (8), quando o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) foram invadidos e depredados. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use