/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

PGR denuncia mais 139 pessoas por participação em atos golpistas

Ao todo, 835 já foram acusados pela destruição de 8 de janeiro

SÃO PAULO, 14 fevereiro 2023, 18:43

Redação ANSA

ANSACheck

PGR acusa pessoas por associação criminosa e abolição violenta do Estado © ANSA/EPA

(ANSA) - A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou mais 139 pessoas ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (14) por participação nos atos golpistas na Praça dos Três Poderes, em Brasília, em 8 de janeiro.

Segundo a nota oficial, 137 delas foram detidas dentro do Palácio do Planalto e outras duas na área próxima portando materiais como facas, armas e cartuchos de gás lacrimogênio. Ao todo, desde o início da investigação, 835 pessoas foram denunciadas ao STF - sendo 645 como incitadores e 189 executores.

Os incluídos na denúncia desta terça são acusados de associação criminosa armada, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, dano qualificado contra patrimônio da União, além da deterioração de patrimônio tombado com concurso de pessoas e concurso material.

Nas peças enviadas ao Supremo, há a acusação de que, "uma vez dentro do Palácio do Planalto, cada denunciado 'participou ativamente e concorreu com os demais agentes para a destruição dos móveis que ali se encontravam. Todos gritavam palavras de ordem demonstrativas da intenção de deposição do governo legitimamente constituído'.

Ainda conforme o comunicado, o objetivo do grupo era "implantar um governo militar, impedir o exercício dos Poderes Constitucionais e depor o governo legitimamente constituído e que havia tomado posse em 1º de janeiro de 2023".
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use