/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Lula diz que Zelensky faltou a encontro no Japão

BRASÍLIA, 22 maio 2023, 08:18

Redação ANSA

ANSACheck

Lula durante cúpula do G7 no Japão © ANSA/EPA

(ANSA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou no Japão, após participar da Cúpula do G7, que seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, não compareceu a um encontro que teria sido acordado, e fez um comentário crítico sobre a posição de Joe Biden.

"Ontem vocês ouviram o discurso do presidente Biden. O presidente Biden não fala de paz, ele fala que a Rússia tem que abandonar [o território ucraniano]. Eu não sei se ela vai abandonar [a Ucrânia], é preciso encontrar pessoas que possam construir uma solução", disse Lula em coletiva de imprensa nesta segunda-feira.

"Todos nós condenamos a ocupação territorial da Ucrânia, não há ninguém que não condene os russos", acrescentou.

Segundo Lula, diplomatas brasileiros chegaram a agendar uma reunião com Zelensky às 15h15 (horário local) de domingo (21). "Recebemos um recado de que ele estava atrasado. Eu atendi o presidente do Vietnã, mas o presidente Zelensky não compareceu. Se ele teve um encontro mais importante, eu não sei. Ele sabe o que faz", disse.

"Eu não vim ao G7 para discutir a guerra na Ucrânia. Eu disse no meu discurso que as discussões sobre a guerra deveriam ocorrer na ONU", ressaltou.

Durante a cúpula de Hiroshima, Lula teve reuniões bilaterais com o presidente da França, Emmanuel Macron, o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, e outros líderes internacionais.

Quando questionado sobre o encontro que não aconteceu com Zelensky, ele respondeu: "Eu não fiquei decepcionado, fiquei chateado. Eu gostaria de encontrá-lo e discutir o assunto. É por isso que marquei aqui no hotel. Apenas isso".

O presidente afirmou que escutou "atentamente" o discurso de Zelensky no G7 e que tem certeza de que o ucraniano "ouviu atentamente" o dele. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use