/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Zelensky critica Lula: 'Achei que tinha compreensão maior'

Líder ucraniano afirmou que falas do petista 'não trazem paz'

BRASÍLIA, 07 agosto 2023, 09:56

Redação ANSA

ANSACheck

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky © ANSA/EPA

(ANSA) - O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, voltou a criticar seu colega brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, por acusá-lo de não querer negociar um acordo de paz com a Rússia.

Em entrevista a veículos de imprensa latino-americanos, Zelensky disse que acreditava que Lula "tinha uma compreensão maior do mundo", além de ter criticado uma fala do assessor internacional Celso Amorim pedindo que a segurança da Rússia seja levada em conta nas negociações.

"Acho que o presidente Lula é uma pessoa experiente, mas não entendo muito bem uma coisa: será que ele acredita que seu povo não entende completamente o que está acontecendo? As declarações de Lula não trazem paz de forma nenhuma. Apenas a Rússia, Putin e Lula falam sobre a segurança da Rússia, sobre as garantias que devem ser dadas para a segurança da Rússia", ressaltou o presidente ucraniano.

Além disso, Zelensky declarou que as opiniões do petista "não precisam coincidir" com as do presidente Vladimir Putin. "O Brasil não é um país agressor, mas um país pacífico. Por que precisaria concordar com as narrativas de um chefe de Estado [russo] que não é diferente de qualquer colonizador?", acrescentou.

Segundo o líder ucraniano, Putin "mente constantemente" e está "matando as crianças e estuprando as mulheres" do país.

Zelensky também voltou a insistir em uma reunião com Lula. "Se o presidente Lula quiser me dizer algo, que se sente comigo e me diga, e vamos acabar com isso", afirmou. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use