/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

'Será um outono exigente e importante', diz premiê da Itália

Meloni descansará por duas semanas na Puglia antes de desafios

ROMA, 17 agosto 2023, 19:09

Redação ANSA

ANSACheck

Premiê italiana está de férias na Puglia - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

A primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, disse nesta quinta-feira (17) que o próximo outono "será muito exigente e importante para o país" e para ela mesma que, após um período de descanso entre Puglia e Albânia, terá que enfrentar uma longa série de desafios internos e internacionais a partir do final de agosto.

Da aprovação do Orçamento do Estado à segunda parte da polêmica reforma da justiça, o enigma da ratificação do Mecanismo Europeu de Segurança (MES) nas negociações do novo Pacto de Estabilidade com a União Europeia (UE), licitação que, inevitavelmente, acabará por se entrelaçar com a longa campanha para as eleições parlamentares europeias de junho de 2024.

A premiê italiano está de volta à Puglia, no sul da Itália, depois de três dias na Albânia, onde foi convidada do primeiro-ministro Edi Rama e, segundo a imprensa local, teve também uma reunião com o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair.

Agora as duas semanas de relaxamento devem continuar onde começaram, na fazenda em Ceglie Messapica, na área de Brindisi.

Em declarações ao jornal Puglia, Meloni elogiou esta "região extraordinária", uma "pérola italiana em que a cultura e a história se misturam com as belezas da natureza, entre oliveiras centenárias e praias impressionantes", com "excelência gastronômica e enológica e com um tradição culinária à qual só se pode ceder, com o devido respeito pela dieta".

"Também este ano, escolhi passar alguns dias aqui em agosto com minha família para recarregar as energias para um outono que será muito exigente e importante para a Itália. Mas voltarei em breve: é que, em fato, Puglia é a sede escolhida pelo governo para o G7 de 2024".

Na entrevista, Meloni tentou sobretudo reforçar a sua liderança, assumindo inteira responsabilidade pelo decreto com o imposto sobre os lucros extras dos bancos, apesar das críticas expressas pelo chanceler italiano, Antonio Tajani.

As atividades do governo serão retomadas a partir da próxima semana. Um decreto que endurece as expulsões de imigrantes irregulares é esperado para o início de setembro.

Já no dia 6, será retomada a análise pela comissão do projeto de lei sobre a separação da carreira dos magistrados. A questão da Justiça é um dilema, mas a prioridade do Palazzo Chigi será reunir recursos para o orçamento do estado. Para evitar que o outono, que no papel já é um desafio, fique muito quente. 
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use