/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Líder da esquerda italiana pede votos para Sergio Massa

Elly Schlein disse que Milei representa 'misoginia e racismo'

BUENOS AIRES, 18 novembro 2023, 15:33

Redação ANSA

ANSACheck

Sergio Massa disputa a Casa Rosada com Javier Milei - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - A líder do principal partido de centro-esquerda da Itália divulgou um vídeo em que pede para os eleitores argentinos votarem no peronista Sergio Massa para presidente no segundo turno das eleições.

O ministro da Economia disputa a Casa Rosada com o ultraliberal Javier Milei, e todas as pesquisam apontam uma briga acirrada entre os dois candidatos.

"Não temos dúvidas de que lado estamos. Aqueles que têm no coração os valores progressistas e democráticos, que amam a Argentina, sabem o que fazer: apoiar Sergio Massa para presidente", afirmou a secretária do Partido Democrático (PD), Elly Schlein.

A líder progressista ainda exaltou os "laços profundos" entre Itália e Argentina - o próprio Massa é filho de imigrantes italianos.

De acordo com Schlein, o segundo turno de 19 de novembro é "fundamental para o futuro da Argentina". "De um lado, uma visão de justiça social, progresso, democracia, de paridade de gênero, de luta contra as mudanças climáticas. Do outro, a misoginia, o racismo, o isolamento da Argentina, a mercantilização da sociedade, a negação das mudanças climáticas", disse.

Segundo a italiana, Massa é "o único que pode enfrentar os desafios cruciais para o futuro e resolver os enormes problemas sociais e ambientais do país". (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use