Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Agricultores voltam a protestar na área arqueológica de Roma

ROMA, 15 fevereiro 2024, 18:52

Redação ANSA

ANSACheck

Protesto de agricultores no Circo Máximo, em Roma - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Agricultores realizaram um novo protesto em Roma, capital da Itália, nesta quinta-feira (15), em uma tentativa de pressionar o governo da premiê Giorgia Meloni a atender reivindicações da categoria.

Na semana passada, a primeira-ministra anunciou uma isenção de 100% no imposto de renda para agricultores com faturamento agrário de até 10 mil euros (R$ 53,6 mil) e de 50% para aqueles que ganham até 15 mil euros (R$ 80,4 mil), mas não foi suficiente para debelar as manifestações.

Dois tratores chegaram a desfilar diante do Coliseu para chamar atenção para as demandas da categoria, mas o protesto principal aconteceu a poucos metros dali, no Circo Máximo, antigo estádio da era romana e que recebeu 1,5 mil manifestantes.

"Não podemos desistir, precisamos seguir em frente", declarou Danilo Calvani, líder dos protestos de agricultores na Itália. Os cartazes exibiam frases como "Nosso trabalho não é um hobby" e "O trigo é o ouro italiano", mas também críticas à carne sintética, produto já proibido no país.

Assim como no restante da União Europeia, os agricultores da Itália denunciam um suposto excesso de regulamentação ambiental no bloco, querem o fim das negociações do acordo comercial com o Mercosul e exigem mais políticas públicas para o setor. (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx