Governo começa a distribuir vacinas contra dengue

País vive explosão nos casos da doença

Desde o início do ano, pelo menos 29 pessoas morreram de dengue (foto: ANSA)
Desde o início do ano, pelo menos 29 pessoas morreram de dengue (foto: ANSA)

(ANSA) - O Ministério da Saúde começa a distribuir nesta semana as vacinas japonesas contra a dengue em 16 estados e 500 prefeituras, enquanto a ministra Nísia Trindade recebe hoje (5) governadores para analisar a estratégia contra a doença.

O tema pode estar na agenda do encontro desta segunda-feira entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o secretário-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom.

Desde o início do ano, pelo menos 29 pessoas morreram de dengue e mais de 260 mil contraíram a doença no Brasil, alta de cerca de 300% na comparação com o mesmo período de 2022.

O Ministério da Saúde nega a existência de uma epidemia nacional, mas admite situações epidêmicas no Distrito Federal e nos estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais e Acre.

"Nesse momento, as vacinas são muito importantes porque significam o início de um processo", disse Trindade. Por enquanto, o imunizante do laboratório Takeda só será aplicado em crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

Enquanto isso, a Prefeitura do Rio de Janeiro declarou nesta segunda-feira (5) estado de emergência de saúde. (ANSA).