Jovem é diagnosticado com dengue na Itália após ida à Argentina

Paciente contraiu doença após viagem à Argentina

Casos de dengue explodiram na América do Sul (foto: ANSA)
Casos de dengue explodiram na América do Sul (foto: ANSA)

(ANSA) - Um jovem foi diagnosticado com dengue e hospitalizado na Policlínica San Martino, em Gênova, após retornar de uma viagem pela Argentina.

O italiano, cuja identidade não foi revelada, apareceu no centro médico após reconhecer os sintomas ouvindo as campanhas informativas na TV e lendo-as nas redes sociais.

Segundo relatos, ele, que chegou a ser internado no setor de infectologia, está bem de saúde e já recebeu alta. "Ter divulgado informações sobre dengue nestes dois primeiros meses de 2024 funcionou", afirmou o diretor da clínica de doenças infecciosas da Policlínica San Martino, Matteo Bassetti.

O especialista destacou que "os aplausos, portanto, vão para todos, desde o Ministério da Saúde até os divulgadores que explicaram que há um problema na América do Sul".

De acordo com Bassetti, agora será importante começar logo com a desinfestação que é de responsabilidade das administrações locais. Nos últimos dias, também foram encomendadas vacinas contra a dengue na Ligúria.

Há cerca de um mês, a Itália aumentou o nível de alerta para pessoas que chegam da América do Sul, pedindo a máxima atenção não só nos aeroportos, mas também nos portos marítimos, especialmente para cargas de mercadorias importantes provenientes de países onde existe o risco de contrair a doença.

No último dia 22 de março, Bassetti reforçou que o Ministério da Saúde fez bem em "exortar as regiões a realizarem uma maior vigilância contra a dengue".

A Ligúria foi a primeira região italiana a chamar a atenção para um problema que preocupa muitos países e conscientizar os profissionais de saúde sobre os sintomas da dengue: erupção cutânea, dores nas articulações e nos ossos, dor de cabeça típica caracterizada por dor 'atrás' dos olhos". (ANSA).