Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Explosão em prédio com migrantes deixa 30 feridos na Itália

Prefeito de Viterbo convocou reunião de emergência

ROMA, 11 novembro 2023, 16:12

Redação ANSA

ANSACheck

Local foi destruído por explosão durante madrugada - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

(ANSA) - Uma explosão destruiu um pequeno edifício abrigado por requerentes de asilo na província de Viterbo, na região italiana do Lazio, e deixou ao menos 30 feridos na madrugada deste sábado (11).

O incidente ocorreu por volta de 1h da manhã (horário local), na zona industrial de San Lorenzo Nuovo. Uma carpintaria e uma adega ao lado da estrutura também foram destruídas.

O prédio desabou com ao menos 30 pessoas que estavam hospedadas nos miniapartamentos internos. Trata-se de requerentes de asilo, na sua maioria homens, mas também mulheres sem filhos.

Todos ficaram feridos, aparentemente sem gravidade, exceto um deles que foi transportado de helicóptero para Roma, onde está hospitalizado em coma e intubado.

Ao todo, três helicópteros levaram os feridos para hospitais de Viterbo, Montefiascone, Siena e Roma. Os Corpos de Bombeiros de Viterbo e Tarquinia também participaram da operação de resgate.

Até o momento, não há informações exatas sobre as causas da explosão.

O prefeito de Viterbo, Antonio Cananà, convocou uma reunião de emergência para esta tarde para esclarecer o ocorrido.

"Não existiam sistemas de gás no interior da estrutura, tanto para aquecimento como para cozinha. Teremos que apurar a origem da explosão", explicaram os administradores da empresa "Ospita", responsável pela casa de acolhimento.

O Ministério Público de Viterbo, coordenado pelo procurador Paolo Auriemma, abriu um processo para investigar a explosão que provocou o desabamento do edifício. Os promotores apuram um possível crime de desastre negligente.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx