Funeral de filho do último rei da Itália é realizado em Turim

Cerimônia reuniu membros de várias famílias reais da Europa

Filho do último monarca da nação europeia faleceu em Genebra, na Suíça, aos 86 anos (foto: ANSA)
Filho do último monarca da nação europeia faleceu em Genebra, na Suíça, aos 86 anos (foto: ANSA)

(ANSA) - O funeral de Vittorio Emanuele di Saboia, filho de Umberto II, último rei da Itália, foi realizado neste sábado (10) na Catedral de Turim, no norte do país.

O filho do último monarca da nação europeia faleceu em Genebra, na Suíça, aos 86 anos. A cidade foi o local onde a sua família se exilou no pós-guerra.

A cerimônia, que teve uma mensagem de condolências do papa Francisco, foi acompanhada por inúmeros membros de famílias reais do continente, como Sofia de Espanha e Albert II de Mônaco.

No geral, o funeral atraiu uma quantidade relativamente pequena de pessoas, que se reuniram em uma praça que fica em frente da catedral piemontesa.

Marina Doria, viúva de Vittorio Emanuele, e o filho do casal, Emanuele Filiberto, beijaram o caixão antes dele ser levado para a cripta da família na Basílica de Superga.

A casa de Saboia governou a Itália desde a unificação em 1861 até 1946, quando os italianos votaram em um referendo institucional em 2 de junho para abolir a monarquia e criar a República. (ANSA).