UE declara que resultado de eleições em El Salvador 'é claro'

Nayib Bukele se declarou vencedor do pleito realizado no domingo

Multidão celebrou vitória de Bukele (foto: EPA)
Multidão celebrou vitória de Bukele (foto: EPA)

(ANSA) - A União Europeia declarou na noite da última segunda-feira (6) que a reeleição de Nayib Bukele como presidente de El Salvador "é clara", apesar de o resultado das urnas ainda não ter sido oficializado devido a um problema na transmissão dos dados eleitorais.

Em declaração oficial, um porta-voz do Serviço de Ação Externa (SEAE) confirmou que as eleições presidenciais do último domingo (4) ocorreram "de forma pacífica, em ordem e produziram um resultado claro".

A UE também "felicita" o povo salvadorenho pelo seu "compromisso com a democracia" e diz estar "ansiosa para trabalhar nas prioridades compartilhadas" com Bukele.

O bloco acrescenta que "continua empenhado em apoiar El Salvador no seu caminho de modernização rumo ao desenvolvimento econômico sustentável e inclusivo e em consolidar melhorias em termos de segurança, reforçando um bom governo, Estado de direito e inclusão social".

Considerado polêmico por causa de suas políticas adotadas em seu primeiro mandato, como estado de exceção, demissões por redes sociais e até um programa controverso de combate ao crime organizado, Bukele se declarou vencedor das eleições presidenciais com 70% das urnas apuradas.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral de El Salvador, o partido do político de 42 anos tinha 83% dos votos.

A vitória também foi celebrada pelo secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, que parabenizou Bukele e disse esperar trabalhar com ele e seu vice-presidente, Felix Ulloa, a partir de quando tomarem posse em junho.

Em nota, o norte-americano também destacou a importância do "vínculo regional" com El Salvador e, "olhando para o futuro", afirmou finalmente que os EUA "continuarão a dar prioridade ao bom governo, à prosperidade econômica inclusiva, às garantias de julgamentos justos e aos direitos humanos". (ANSA).