'Deus nos ama como somos', diz Papa a jovem transexual

Declaração foi dada em podcast para promover a JMJ Lisboa 2023

O papa Francisco respondeu jovens em podcast (foto: ANSA)
O papa Francisco respondeu jovens em podcast (foto: ANSA)

(ANSA) - O papa Francisco disse a uma pessoa transexual, durante o podcast oficial do Vaticano, que "Deus nos ama assim como somos".

"O Senhor sempre caminha conosco, sempre. O Senhor não tem desgosto por nenhum de nós. Mesmo nos casos em que somos pecadores, ele se aproxima para nos ajudar. O Senhor não tem desgosto pelas nossas realidades, nos ama como somos. E esse é o amor louco de Deus", disse o Papa.

As declarações foram dadas durante um episódio do "Popecast", em que Francisco ouve e responde mensagens em áudio de jovens compartilhando suas histórias e questões pessoais.

Segundo o site oficial de notícias Vatican News, responsável pela produção, os jovens não sabiam inicialmente que seus áudios seriam ouvidos pelo Papa.

A pessoa transexual que participou do programa relatou as dificuldades de lidar com a própria identidade de gênero, mantendo a fé católica e sendo ainda uma pessoa com deficiência.

"Cultivar uma fé que sentisse ser verdadeiramente minha me ajudou a me aceitar no meu corpo com deficiência, atípico, a não me sentir nunca verdadeiramente só, nem mesmo nas dificuldades, porque sei que quem me conhece desde sempre jamais me entregaria uma cruz pesada demais para os meus ombros", disse a pessoa no áudio, segundo o portal italiano de notícias Tgcom24.

"Quando tomei consciência de ser uma pessoa trans, teria preferido muito não acreditar. E aquele corpo maravilhoso e perfeito que é obra Dele? Me sentia arrasado pela dicotomia entre a fé e a identidade transgênero, braços do mesmo corpo, o meu", adicionou.

Já o pontífice respondeu: "Deus nos ama como somos. Deus nos afaga sempre. Deus é pai, mãe, irmão, tudo para nós. E entender isso é difícil, mas Ele nos ama como somos. Não desista. Siga em frente".

Segundo o Vatican News, o episódio foi pensado para convidar os jovens a participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), marcada para acontecer entre os dias 1º e 6 de agosto, em Lisboa. (ANSA).