Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Veneza discute acordo para se tornar cidade-irmã de Recife

Prefeitos se reuniram no Brasil para definir iniciativa

SÃO PAULO, 03 dezembro 2023, 14:04

Redação ANSA

ANSACheck

Veneza é um dos principais destinos turísticos da Itália © ANSA/WikimediaCommons/Pedro Szekely

(ANSA) - A prefeitura de Recife anunciou que um acordo está sendo discutido e elaborado com as autoridades de Veneza para a realização de futuros convênios de cooperação em áreas de interesse mútuo entre as cidades brasileira e italiana.

A proposta para Recife se tornar cidade-irmã de Veneza foi pauta de uma reunião realizada entre os prefeitos da capital de Pernambuco, João Campos, e da cidade italiana, Luigi Brugnaro, na última semana.

"Recife é a Veneza Brasileira e eu diria que Veneza é a Recife Italiana. Temos rios e canais que são comuns às duas cidades e agora nós vamos construir uma agenda técnica com foco nas obras de infraestrutura para contenção do aumento do nível do mar e para a drenagem", afirmou Campos, em nota oficial.

Para Brugnaro, que visita Recife há muitos anos, a iniciativa é uma "oportunidade para construir algo concreto entre as duas cidades".

"Acredito que, junto com Veneza, poderemos contar o que o Brasil é hoje, o que foi, mas também o que pode ser. Mostraremos o que temos feito para combater as mudanças climáticas, mas também o nosso trabalho com fontes de energias renováveis e limpas", destacou.

O prefeito italiano também enfatizou que as partes vão "trabalhar por um intercâmbio, acima de tudo, cultural, com respeito mútuo, considerando as tradições de cada local".

Ainda segundo o comunicado, o principal fator global ao qual as cidades-irmãs se fundamentam é o conceito de correspondência, cujos municípios formam um conjunto e, dentro dele, estabelecem acordos de intercâmbio cultural e de partilha de conhecimento, ensino e políticas empresariais, além de outras atividades.

Banhada pelo mar, pelos rios Capibaribe e Beberibe, e cortada por dezenas de canais, Recife tem muitas pontes e, por isso, passou a ser conhecida também como "Veneza Brasileira", justamente pela semelhança fluvial com a cidade italiana.

O apelido foi dado escritor francês Albert Camus, em 1949, durante visita ao município nordestino, que também chamou a cidade de "Florença dos Trópicos".

Além disso, Recife também integra a lista de cidade mais ameaçadas pelas mudanças climáticas, assim como Veneza, capital da região do Vêneto, no norte da Itália.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use

Último momento

404 Not Found

404 Not Found


nginx