Exportações de sobremesas italianas batem recorde em 2023

Cifra de 9,2 bi de euros é a maior já registrada

Sobremesas italianas fazem cada vez mais sucesso no exterior. (foto: ANSA)
Sobremesas italianas fazem cada vez mais sucesso no exterior. (foto: ANSA)

(ANSA) - As exportações de sobremesas Made in Italy quebraram um recorde histórico em 2023, atingindo um valor de 9,2 bilhões de euros, aumento de 9%.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (22) pela Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos (Coldiretti) com base nos dados do Instituto Nacional de Estatística da Itália (Istat), por ocasião da realização do Salão Internacional de Sorvetes, Confeitaria, Panificação, Café e Chocolate, a principal feira do setor no país, realizada em Rimini.

Para a Coldiretti, apesar do aumento nos custos de energia e das matérias-primas, a arte da confeitaria italiana conquista os mercados estrangeiros, impulsionada pelo desejo de qualidade garantido pela produção italiana.

O principal mercado é o da vizinha França, onde as compras cresceram 9%, representando cerca de um sétimo das exportações totais.

O país aparece no ranking seguido de perto pela Alemanha (com uma alta de 12%), enquanto os Estados Unidos ocupam o terceiro lugar, com envios praticamente estáveis (queda de 2%).

Sorvetes e sobremesas também estão conquistando desde os ingleses (+9%) até os chineses (+6%).

"Para apoiar a tendência de crescimento da alimentação e vinho nacionais, agora devemos agir sobre os atrasos estruturais da Itália e desbloquear todas as infraestruturas que melhorariam as conexões entre o sul e o norte do país, e com o resto do mundo por via marítima e trem de alta velocidade, com uma rede composta por aeroportos, trens e carga", destacou o presidente da Coldiretti, Ettore Prandini.

 (ANSA).